Esqueceu sua senha?

Não é cadastrado? Cadastre-se

termos do contrato

Já é cadastrado? Login

Drª. Eloisa De Luca Casagrande

Conselho Regional: CRM/SC 20685 / RWE 14950

Pediatria

Consultórios de Drª. Eloisa De Luca Casagrande

 Criciúma/SC

Rua Cruz e Souza, 103 Pio Corrêa
ERGOMED

Últimos artigos de Drª. Eloisa De Luca Casagrande

Febre, quando se preocupar Ela é um mecanismo de defesa do corpo, que é desencadeada frente a infecções e inflamações.

03/01/2019

Febre é o aumento na temperatura corporal, devido a uma resposta organizada frente a doenças ou agressões ao organismo.  É definida como temperatura retal ? 38º C ou axilar ? 37,8º C. A temperatura normal do corpo varia em 37º C, não havendo, no entanto um consenso definido de qual grau exato indica febre.  A febre é a queixa mais comum nas consultas pediátricas.


Mecanismo da Febre

A febre é uma resposta desencadeada por substâncias presentes no corpo, as citocinas pirogênicas, que são sintetizadas e liberadas por estímulos como infecções bacterianas, virais, fúngicas, traumas e inflamações. Essas citocinas circulam no hipotálamo e induzem o aumento das prostaglandinas, que estimulam o ponto regulador da temperatura, provocando um ponto de referência mais alto.  Para elevar a temperatura, entram em ação os mecanismos de aumento de calor, como aumento da taxa metabólica, atividade muscular e diminuição da perda de calor pela vasoconstrição da pele.  A febre é, portanto parte de um mecanismo de defesa do corpo, que é desencadeada frente a infecções e inflamações. 


Causas de febre

•Infecções: resfriados, gripes, meningite, encefalite, bronquite, pneumonia, estomatite, faringite, cistite, pielonefrite, gastroenterite, celulite e outras

•Neurológicas: hemorragia, trombose cerebral

•Intra abdominal: apendicite, intussuscepção intestinal

•Hipersensibilidade: febre devido a drogas, eritema multiforme

•Intoxicação: medicamentos, picada de aranha

•utras: trauma, queimaduras, pós vacinação


Investigação

A maioria das causas de febre pode ser diagnosticada por anamnese e exame físico rotineiros, no entanto em 20% dos casos há necessidade de exames complementares para o diagnóstico. A grande maioria das crianças tem uma doença infecciosa aguda causada por vírus autolimitada ou está em fase inicial de uma doença infecciosa benigna. Mas quando investigar imediatamente criança com febre?

•Quando menor de três meses de idade

•Temperatura > 40,6º C

•Queixosa ou choro inconsolável 

•Aspecto de doente

•Dificuldade para ser acordada

•Rigidez de nuca, petéquias ou manchas purpúricas

•Dificuldade respiratória

•Salivando e não consegue engolir por mais de duas refeições 

•Apresentou ou está com crise convulsiva



Quando tratar a febre

Em geral, temperaturas moderadas parecem melhorar a resposta imunológica. Em altas temperaturas esses efeitos podem desaparecer.

•Temperatura > 40 C 

•Idade entre seis meses e três anos

•Idade menor de seis anos com história de convulsões

•Doença cardiopulmonar, renal, neurológica

•Sepse com ou sem choque

•Anemia falciforme


O tratamento sintomático é feito com antipiréticos como paracetamol e dipirona, sendo que o início de ação dessas medicações é de no mínimo 2 horas e a duração de 4-6 horas. Toda febre que não se resolve com tratamento sintomático deve ser reavaliada em 48-72 h em busca de etiologia definida.

Febre não é emergência pediátrica, não acarreta danos às crianças, é apenas um sinal de que o corpo está reagindo a alguma infecção ou inflamação.



Este profissional não recebeu nenhuma opinião ainda
© Lista da saúde 2019. Todos os direitos reservados.
Sisdado tecnologia