Esqueceu sua senha?

Não é cadastrado? Cadastre-se

termos do contrato

Já é cadastrado? Login

Drª. Simone Anselmo Junkes Vilhena

2 avaliações
Conselho Regional: CRM/SC 14830 - RQE 11181

Ginecologia e Obstetrícia

Consultórios de Drª. Simone Anselmo Junkes Vilhena

 Criciúma/SC

Augusto dos Anjos, 270 Pio Corrêa

Últimos artigos de Drª. Simone Anselmo Junkes Vilhena

Saúde da mulher: Prevenção de doenças como o HPV e câncer de colo uterino

03/01/2019

 A colposcopia é um exame que permite visualizar melhor o colo uterino e a vagina e assim detectar possíveis lesões precursoras de HPV ou câncer 


O ginecologista especialista em Patologia do Trato Genital Inferior atua no diagnóstico e acompanhamento de pacientes em relação às patologias vulvares, vaginais, anais e do colo uterino. 

Na consulta ginecológica, além de atendimento clínico, são realizados procedimentos diagnósticos como: citologia oncótica; colposcopia; vulvoscopia; anuscopia; biópsia de vulva, vagina, ânus e colo uterino; pesquisa de vários microorganismos por meios de culturas em meios líquidos e secreções; captura híbrida de papiloma vírus  humano de alto e baixo grau de patogenicidade.

As pacientes com diagnóstico de lesões precursoras de câncer e câncer vulvar, vaginal, anal e colo uterino são encaminhadas para tratamento cirúrgico como vulvectomias, histerectomias, CAF (cirurgias de alta frequência), conização de colo uterino.

HPV e câncer de colo uterino, vagina e vulva são termos que assustam. As ferramentas existentes na prevenção e no diagnóstico precoce de tais doenças estão acessíveis a todas as mulheres, por meio do Papanicolau (exame citológico) e de sua complementação com o exame de colposcopia. 

A colposcopia é um exame que permite visualizar em um maior aumento o colo uterino e a vagina, podendo, dessa forma, identificar lesões cuja visualização seria impossível a olho nu.

Consiste em um procedimento realizado no próprio consultório médico, indolor, no qual, com a ajuda de reagentes químicos, consegue-se identificar possíveis lesões precursoras de câncer de colo uterino e, desta forma, a partir da realização de uma biopsia dirigida, estabelecer a confirmação diagnóstica. 

A complementação do exame é feita com a vulvoscopia, na qual pequenas verrugas genitais e alterações de pele, podem ser visualizadas e diagnosticadas. Ademais, outras lesões tênues que podem evoluir para câncer de vulva também podem ser diagnosticadas e tratadas em sua fase inicial, permitindo tratamentos menos invasivos.

O diagnóstico precoce permite um tratamento definitivo muito menos invasivo do que o realizado quando o diagnóstico é firmado em fases avançadas da doença. Todo esse acompanhamento pode ser feito pelo ginecologista da paciente em uma consulta com  atendimento personalizado, humanizado e esclarecedor.


GRAVIDEZ DE ALTO RISCO E A PROGRAMAÇÃO DA GESTAÇÃO

02/04/2018

A gravidez é um evento biologicamente natural, porém desenvolve-se em um contexto social e cultural que influencia e determina a sua evolução e a sua ocorrência.

Aproximadamente 20% das gestantes apresentam maiores probabilidades de evolução desfavorável, tanto para ela como para o feto, constituindo o grupo chamado de gestantes de alto risco.

Conhecer o acontecimento da concepção, a programação e o desejo de ter um filho, mesmo tendo conhecimento de que tenham agravo anterior a gestação, poderia contribuir para a melhoria do cuidado e assistência as gestantes. Algumas doenças podem se agravar durante a gestação.

Existem fatores desfavoráveis que podem surgir antes ou durante a gestação. Os principais são:


Características individuais - Altura menor que 1,45 m, peso com IMC menor que 19 ou maior que 30, fumo, álcool, estresse físico e emocional, idade materna acima de 35 anos.

História Obstétrica Prévia – Abortamento habitual, óbito fetal, parto prematuro, restrição de crescimento fetal, malformação fetal, diabetes gestacional.

Condições Clínicas – Hipertensão Arterial, diabetes, tireoidopatias, hemopatias, nefropatias, cardiotopatias, doenças autoimunes, trombofilias, síndrome antifosfolípidica.

Intercorrências Clínicas – Doenças infecciosas, principalmente infecção do trato urinário inferior e pneumopatias.

Doenças Diagnosticadas na gestação – Cardiopatia, hemopatia, endocrinopatia, neoplasia.

Intercorrências Obstétricas – Pré-eclampsia, diabetes gestacional,  gemelaridade, placenta prévia, rotura prematura de membranas, trabalho de parto prematuro, alteração do líquido amniótico, alteração da vitalidade, restrição de crescimento.


Como evitar a má evolução da gestação?


Quem já tiver tem algum problema de saúde deveria procurar o especialista quando estiver programando a gravidez, principalmente se fizer uso de alguma medicação que precise ser alterada ou suspensa.

Nas mulheres saudáveis é no decorrer dos meses que as doenças gestacionais podem surgir e com acompanhamento correto podem ser diagnosticadas precocemente e tratadas. Caso o acompanhamento e o tratamento não sejam feitos, o feto pode morrer, há risco de trabalho de parto prematuro, complicações metabólicas e glicêmicas no bebê.

As recomendações médicas irão variar a cada caso. Algumas gestantes podem precisar de repouso absoluto e outras podem precisar se exercitar com acompanhamento profissional adequado para ficarem bem.

É por isso que o pré natal é essencial para a melhor evolução da gestação e identificação da gestação de alto risco, contribuindo para a diminuição da morbidade perinatal, independente da idade materna e condições atuais de saúde, para garantir a vida e a saúde de mãe e bebê.

Suelen Andrade

Excelente profissional! Atendimento diferenciado.

Aline

Excelente!!!! Atenciosa e comprometida. Super recomendo!!!!

© Lista da saúde 2019. Todos os direitos reservados.
Sisdado tecnologia